Em busca da leitura perdida – por Cussa Mitre

Quando eu era pequeno (leia-se: uns 7 ou 8 anos), adquiri um enorme gosto pela leitura. A vida de pouca correria me fez com que tivesse tempo suficiente para que pudesse ler mais e mais. Era fato eu ler em média uns 10 livros por mês. Com 11 anos, comecei a trabalhar como estagiário numa biblioteca, com um objetivo bem interessante: não ficar limitado ao empréstimo de apenas 3 livros.

De lá para cá, muita coisa aconteceu… Prestes a completar 28 anos, resolvi fazer uma análise de minha própria vida. E uma das que me deixou muito triste foi que percebi o quanto parei de ler. Apesar de ter um acervo considerável de livros, percebi que alguns deles foram apenas folheados e que não os havia realmente lido. Contabilizei facilmente uns 60 livros (ou mais) que estão na minha estante. Talvez esse pensamento tenha sido agravado pelo fato de que como irei me mudar para um apartamento menor, comecei a perceber o quanto o espaço que isso está ocupando hoje será complexo.

Após uma longa análise sobre todos os fatores, reparei que sempre que eu me empolgava para ler algo, havia alguns outros fatores que “pesavam” contra. Um dos principais era ter que andar (às vezes) com um livro que facilmente tinha 700 páginas, e logo não era leve. Acrescente a isso o fato de que para ler, eu necessitava de luz. E para piorar, devido ao peso e seu formato, eu precisava de 2 mãos para segurar o livro.

Tentei durante um tempo utilizar meu tablet para ler, porém minha vista ficava extremamente cansada. A forma de incidência de luz para a vista fazia com que eu conseguisse ler muito pouco. Isso sem falar nas milhões de distrações que havia, como facebook, jogos, twitter, dentre outros…

Há poucos meses, surgiu na minha cabeça uma coisa que eu comecei a analisar: a possibilidade de comprar um Kindle. Comecei a estudar ele e se valeria a pena. Perguntei a algumas pessoas e fui ver o famoso “custo x benefício”. Pensei, pensei e pensei. Acabei resolvendo me dar um de presente de aniversário.

Sábado passado ele chegou, mas só comecei a utilizá-lo realmente na segunda. Alguém havia comentado sobre o Kindle comigo de uma forma que tive que rir: “O Kindle é um item mágico de ‘Ler Livros Por Semana +3′”, referindo-se a “habilidade” que ele te dá de ler facilmente 3 livros por semana. Achei que isso fosse um pouco de exagero talvez, mas mesmo assim resolvi ver qual era.

Resumo da ópera: sendo hoje domingo, no fim do dia fará exatos 7 dias que estou com o Kindle. Até agora, 3 livros já foram lidos e já estou em 17% do quarto. A saber, estou lendo a saga do Harry Potter. Talvez alguns aleguem que seja pelo fato de ser Harry Potter. Mas acredito que não. Eu, por exemplo, adoro Assassin’s Creed, e apesar de todos os livros, nunca consegui “motivação” para lê-los dentro do trem/metrô.

O Kindle é leve (213g), pequeno (169 mm x 117 mm x 9,1 mm), mas extremamente prático. A bateria dura consideravelmente e até agora ainda não dei uma carga nele (estou esperando a bateria acabar toda para fazer um ciclo de carga completo). Possui 4gb (as versões novas), o que dá para colocar uns 3.000 livros facilmente! (Sim, os arquivos dos livros são pequenos, alguns não chegando nem a 1mb!) Ou seja: estou colocando meus livros e lendo eles de forma que vai me dando vontade.

Já estão na lista “As Crônicas de Gelo e de Fogo“, “A Saga do Rei Dragão” (este praticamente desconhecido no Brasil, mas que gosto muito), os livros do Cornwell (“As Crônicas Saxônicas“, “As Aventuras de Sharpe“, “As Crônicas de Arthur“, “A Busca do Graal“), “As Brumas de Avalon“, os livros do Assassin’s Creed, “O Senhor dos Anéis“, “Paraíso Perdido“, “A Divina Comédia“, dentre outros.

Estive também buscando uma “rede social” social para gerenciar minhas leituras de forma prática. Depois de alguns testes que fiz, acabei aderindo ao Skoob – O que você anda lendo? para tal função. Achei ele bem prático e simples de fazer as funções que eu buscava, como colocar os livros na minha “fila de leitura” e também as estatísticas das minhas leituras. Inclusive, uma coisa que foi um dos fatores decisivos foi o fato de um app para Android leve e que não ocupa muito espaço. E o melhor: ver que o Skoob está sempre ouvindo seus usuários, melhorando a ferramenta com as ideias dadas e o mais importante: sempre incentivando a leitura!

E fica a dica para quem quer experimentar: a Amazon está com uma promoção pelo dia dos namorados, e está dando R$ 80 de desconto no Kindle. Ele está saindo por R$ 399,00 em até 12x sem juros. E detalhe: você tem 30 dias para experimentar. Se não gostar eles devolvem o dinheiro (e você devolve o Kindle! :P)

Então para os meus amigos que gostam de leitura, fica aí a dica :p

Texto feito por Cussa Mitre (Usuário do Skoob).

Cussa postou esse texto na fan page do Skoob relembrando a sua infância e até mesmo desabafando um pouco sobre a sua dificuldade como leitor. E como o espaço do Skoob também é feito por nossos usuários, o texto do Cussa foi inserido em nosso blog. E este será o primeiro de muitos outros que darão voz aos Skoobers!  Fiquem ligados em “Palavras de um leitor”. 😉

Comentários

Deixe uma resposta:

Seu e-mail não será publicado.

Site Rodapé

Sidebar deslocada