[CRÍTICA] Deadpool 2 – Extremamente divertido, sanguinário e singular

A tão esperada continuação de uma franquia que foi surpreendentemente divertida e bem aceita pelo público chega aos cinemas nessa quinta-feira (dia 17/05/2018), nossa equipe já assistiu e vai contar pra vocês as suas considerações…sem dar spoilers, é claro!

Deadpool 2 é tão divertido se não mais que o primeiro filme da franquia. Reynolds que antes já estava perfeito no papel do anti-herói de cabeça quente, mas que tem um bom coração, ou não (rs), nesse segundo filme está ainda mais confortável e totalmente conectado com o público. Cenas esdrúxulas não podiam faltar na continuação do longa, mas que puxa bastante para o lado emocional e bizarro do personagem.

Gargalhadas soaram diversas vezes durante a exibição e as conexões e referências apresentadas deixou o público estupefato de um jeito bom, vale ressaltar.  Percebemos que as cenas de sexo que foram exibidas no primeiro filme, ficaram de fora deste. Não acreditamos que tenha sido por puritanismo ou por deixar livre uma classificação etária menor, porque a violência continua bem explícita nesse segundo filme. Mas, acreditamos que tenha sido por poupar desperdício de tempo do longa, pois o roteiro ficou um pouco mais encorpado nessa continuação.

Cenas de sangue permeiam a tela com brincadeiras, piadas e conversas com o público de uma forma Deadpool de ser.

Vamos parar por aqui, porque não queremos que estrague sua experiência criando expectativas ou conjecturas com o que falarmos, mas deixamos uma dica: assista o filme e tire suas conclusões.

Beijos e até a próxima cabine cinematográfica!

 

Comentários

Deixe uma resposta:

Seu e-mail não será publicado.

Site Rodapé

Sidebar deslocada